Governança Corporativa e Compliance: entenda as diferenças!

Muitos confundem governança corporativa e compliance. Apesar de terem objetivos parecidos, em alguns aspectos, esses conceitos são diferentes. Afinal, um está mais relacionado à adaptação nos processos e à cultura da organização, enquanto o outro, à forma como uma empresa lida com as normas e com valores éticos.

No entanto, os dois são fundamentais para garantir uma gestão eficiente e uma boa reputação para uma organização. Por isso, é tão comum que sejam trabalhados juntos, mesmo que sejam diferentes. Ou seja, podemos dizer que, na prática, são complementares.

Porém, se ainda não entende as semelhanças e diferenças entre governança corporativa e compliance, este post foi feito para você. Continue lendo e veja por que eles são tão importantes para o desenvolvimento da sua empresa!

O que é compliance?

Em tradução livre do inglês, o termo compliance pode ser entendido como conformidade. Importado dos Estados Unidos e da Europa, o conceito começou a ganhar espaço no Brasil a partir da década de 1990, porém, só nos últimos anos tomou a dimensão que tem hoje. Muito disso se deve à criação da Lei Anticorrupção brasileira.

Assim, compliance é a área empresarial que se ocupa do cumprimento das leis e de todas as normas que regem uma corporação, tanto internas quanto externas. Também zela pela cultura da ética e da integridade no relacionamento entre os colaboradores e gestores e seus diferentes stakeholders.

Compliance é constituído por um conjunto de regras e processos que buscam entender os riscos a que uma organização está submetida e suas implicações possíveis, além de formas de mitigá-los.

Os responsáveis pelo setor de compliance e pela implementação do programa são profissionais da área, que estudam a fundo as leis e normas a que a empresa se submete. Mais do que isso, desenvolvem competências essenciais para encontrar as soluções mais adequadas para assegurar o cumprimento dessas regras.

O que é governança corporativa?

Já a governança corporativa é a área que trata das relações entre os diversos stakeholders de uma empresa. Nesse caso, incluem-se tanto os internos, como sócios, diretores e conselho administrativo, quanto os externos, como o governo, órgãos de fiscalização e controle.

Isso significa que as práticas de governança são as estratégias usadas pelas empresas para afirmar e representar o seu valor diante de seus diferentes públicos. Ou seja, é uma maneira de garantir que os objetivos dos sócios estejam alinhados como uma corporação, transformando-se em medidas aplicáveis e que podem ser mensuradas.

Para explicar melhor, a governança corporativa pode considerar a igualdade de tratamento dos sócios e diretores e as práticas que garantem a responsabilidade da corporação diante da justiça. Uma maneira de garantir a transparência da organização em todos os níveis, principalmente nos superiores.

Como governança corporativa e compliance estão relacionados?

A transparência é uma das maiores exigências do mercado e da sociedade como um todo na atualidade. E não é por acaso, tendo em vista os diversos problemas legais, fraudes e escândalos de corrupção envolvendo órgãos governamentais e empresas privadas nos últimos anos. As organizações como um todo estão sendo mais cobradas e, por isso, estão se apoiando cada vez mais nos conceitos de governança corporativa e compliance.

Neste contexto, as práticas de governança são fundamentais para que a empresa demonstre seu compromisso com a ética. Enquanto isso, o compliance é o responsável por garantir que a organização esteja agindo de acordo com as normas. Ou seja, podemos dizer que, sem um programa bem estruturado, a governança assume o risco de ser ineficiente neste frente.

Do contrário, as empresas que aliam essas duas áreas tendem a ser mais transparentes com o mercado, colaboradores e com a sua própria gestão. O compliance é uma forma das instituições se organizarem para estar em conformidade com a lei. Ao mesmo tempo, a governança corporativa propõe soluções para que elas melhorem constantemente.

Então, qual a diferença entre esses dois conceitos?

A principal diferença entre governança corporativa e compliance, na prática, é a relação deles com os valores da empresa. Assim, enquanto o compliance cuida da conformidade com as regras, a governança busca alinhar a mentalidade dos gestores e seus processos de gestão.

Ainda que não se possa negar a relação entre esses conceitos, eles são diferentes. O compliance está diretamente ligado à gestão de riscos e ao respeito às regras. Age de acordo com informações e a transparência nos dados, demonstrando que a organização cumpre suas normas.

Já a governança reforça a reputação da empresa ao trabalhar os benefícios de uma atuação ética e estruturada, mostrando a relevância disso para os stakeholders. Consiste em um modelo de gestão, voltado para a eficiência e a impessoalidade administrativa baseada na transparência, tanto para o público interno quanto para o mercado. É, portanto, uma maneira de transmitir mais valor e segurança, desenvolvendo uma boa reputação e atraindo investimentos.

Dessa forma, podemos entender que governança e compliance são conceitos complementares. Juntos, podem contribuir para uma empresa mais íntegra e com uma boa reputação. Não é por acaso que cada vez mais empresas estão adotando programas de compliance e um setor de governança corporativa, que atuam separadamente, mas de modo integrado.

Por sinal, é comum a percepção de que o compliance seja um instrumento de governança. Afinal, a conformidade com as leis deve ser algo buscado de cima para baixo nas organizações. Ela não é possível sem uma mudança na mentalidade dos gestores.Um programa de compliance robusto pode ajudar a organização a assegurar que todos contribuam para uma postura ética e uma boa reputação.

Se você ainda não adota práticas de governança corporativa e compliance, é bom se informar melhor sobre o assunto. Independentemente do tamanho da sua empresa, esses conceitos são fundamentais para cuidar da imagem e garantir a ética e o respeito às leis. Inclusive, esse pode ser o elemento que falta para promover o crescimento do seu negócio.

Gostou de entender as diferenças entre governança corporativa e compliance? Então saiba mais sobre o Workshop de Governança Corporativa e Compliance, que a LEC realiza em São Paulo.