O que é legaltech? Entenda aqui!

Recentemente, os termos legaltech e lawtech conquistaram espaço no meio jurídico no Brasil, e por que não dizer no mundo! Eles estão presentes dentro e fora da internet, em colocações e debates sobre o futuro da advocacia. Mas aí você deve estar se perguntado: o que é legaltech e lawtech, afinal?

Apesar de ainda não ter muito claro em sua mente o que significa esses termos, certamente, neste instante, você está sendo impactado por essa nova realidade.

Para esclarecer tudo sobre o que é legaltech e lawtech, preparamos este post para você! Acompanhe.

Afinal, o que é legaltech?

De modo geral, lawtech e legaltech são a mesma coisa. A abreviação de Legal Technology – law (advocacia) e technology (tecnologia) –, gerou o termo lawtech. Já a legaltech é uma forma prática de chamar empresas que oferecem soluções tecnológicas para assegurar a otimização de processos advocatícios. Essas empresas, em sua maioria, são startups.

Assim, o foco do legaltech é analisar e identificar pontos de melhoria no setor jurídico e nas atividades diárias dos advogados, com o objetivo de oferecer uma rotina mais eficiente.

Essas startups surgiram de uma necessidade do mercado, mais precisamente quando os profissionais do meio jurídico passaram a se reconhecer como empreendedores, e assumiram a necessidade de elevar os índices de crescimento e resultados de seus escritórios.

Diante dessa realidade, os recursos tecnológicos se apresentam como fatores cruciais para a sobrevivência do negócio advocatício e evolução do segmento.

Como a legaltech altera a rotina de um escritório de advocacia?

Como já mencionamos, a legaltech veio para otimizar a rotina no meio jurídico, tornando os processos mais rápidos. Um bom exemplo é a rotina dos advogados antes do uso dessa tecnologia. Anteriormente, era preciso atualizar um por um, todos os dias, os sites dos tribunais nos quais haviam processos pendentes. Com a ajuda de um software de automação jurídica, esse processo ganhou agilidade.

Além disso, os departamentos jurídicos corporativos, atualmente, já fazem o controle de informações recebidas dos escritórios que lhes fornecem serviços com muito mais facilidade.

Isso porque, uma ferramenta jurídica é capaz de centralizar todas as informações, armazená-las e padronizá-las em nuvem. Portanto, a tecnologia reduz os riscos de perda de informações e processos, assim como o recebimento de multas em contratos, em caso de negligência ou esquecimento.

Quais os benefícios do legaltech?

Existem diversos benefícios proporcionados pela legaltech. Listamos as principais a seguir. Acompanhe!

Gestão de documentos

Em um passado não tão distante, a procura por documentos era feita por diversos profissionais do direito que verificavam documento por documento. Atualmente, as soluções com inteligência artificial auxiliam a busca desses processos. Isso pode fazer a diferença nos resultados e na rotina dos escritórios de advocacia.

Algumas legaltechs criaram softwares de automação de documentos jurídicos. Isso facilita e torna mais rápida a gestão do ciclo de vida de contratos e processos, sendo a economia de tempo um dos principais benefícios oferecidos por essa tecnologia, já que os profissionais de direito poderão se dedicar mais às questões estratégicas da advocacia.

Gestão de Escritórios e Departamentos Jurídicos

Como sabemos, um Departamento Jurídico é um dos departamentos mais importantes do meio corporativo. Para que seja possível gerenciar com eficiência o volume de informações, fazer uma gestão de equipes e processos de qualidade, além de gerenciar clientes ou áreas da organização, é necessário contar com a ajuda da tecnologia, e para isso as legaltechs têm se mostrado de grande ajuda.

Aumento da produtividade

Sem dúvida, a legaltech proporciona um grande ganho em eficiência e no aumento da produtividade. Esses recursos transformam o cotidiano e a prática jurídica, além de permitir que os profissionais disponibilizem seu tempo em funções mais estratégicas e que requerem uma maior atenção intelectual.

Democratização dos serviços

As ferramentas jurídicas disponibilizadas pelas legaltechs são capazes de trazer melhorias tanto no melhor aproveitamento do tempo no exercício da advocacia quanto no acesso à justiça e na diminuição da burocracia.

Dessa forma, a tecnologia é uma grande aliada na democratização dos serviços jurídicos e na busca por torná-los acessíveis para todos.

Resolução de conflitos online

Não raro, a justiça é lenta e não assegura, de maneira eficiente, o direito do seu cliente. Diante dessa realidade, algumas legaltechs criaram soluções dedicadas à resolução de conflitos.

Utilizando ferramentas específicas para este fim, é possível contar com sistemas online para mediação, arbitragem e negociação de acordos.

A Sem Processo é um bom exemplo. Ela tem como objetivo firmar acordos diretamente com as organizações, sem que para isso as partes do processo tenham de ir à Justiça.

Transparência

A tecnologia torna possível conduzir processos jurídicos de forma mais transparente, com informações mais claras para o próprio negócio, oferecendo dados de maneira mais organizada.

Extração e monitoramento de dados públicos

Com a modernização e digitalização dos dados públicos, as legaltechs têm a oportunidade de catalogar e organizar essas informações para beneficiar os advogados. As ferramentas de monitoramento e gestão de informações públicas, como andamentos, legislações, publicações e documentos cartorários, são um bom exemplo.

Redução de custos

Assim como acontece em outros segmentos, uma das vantagens de empresas investirem em tecnologia é a possibilidade de economia de custos, e isso não é diferente com o setor jurídico.

O uso da tecnologia, além de reduzir custos, também proporciona mais economia para as empresas, que terão processos jurídicos mais estruturados, o que aumenta a eficiência do acompanhamento dos processos, evitando esquecimentos que podem causar prejuízos.

Redes de Profissionais

As legaltechs também ajudam na prospecção de novos clientes. Empresas desse setor criam redes de conexão entre advogados, o que facilita que esses profissionais conquistem mais clientes, sejam elas pessoas físicas ou jurídicas.

Como vimos ao longo deste post, a legaltech já é uma realidade e veio para valorizar o tempo dos advogados e otimizar recursos. Dessa forma, é possível priorizar questões realmente importantes e que requerem do profissional posicionamentos mais intelectuais.

Vale lembrar que a tecnologia nunca substituirá o conhecimento e a figura do advogado. Ela vem para somar em suas atividades diárias, tornando os processos mais ágeis. Agora que você já sabe o que é legaltech, que tal conhecer mais sobre a ferramenta e adotá-la em seu dia a dia?

Se você gostou deste post sobre o que é legaltech, inscreva-se no formulário abaixo para receber, semanalmente, conteúdos como este por e-mail!

Nenhum comentário

Publicar um comentário