Petrobras: 15 mil empresas avaliadas em compliance

Após o início das investigações da Operação Lava Jato, a Petrobras, uma das maiores vítimas do escândalo de desvio de dinheiro, já avaliou cerca de 15 mil empresas, entre prestadores de serviços e fornecedores, de acordo com regras de boa governança. O objetivo é evitar que os erros do passado voltem a ser cometidos.

A nova metodologia foi informada pelo diretor de Governança e Conformidade da estatal, João Elek, na sexta-feira, 8, durante o 4º Evento Petrobras de Compliance, que contou com a presença do juiz Sérgio Moro.

 

“Já avaliamos 15 mil empresas e essas empresas também estão avaliando as prestadoras delas. Isso gera um efeito em cascata que vai melhorando o ambiente de negócios”, disse Elek, de acordo com nota da revista Exame.

Segundo o executivo, a preocupação de espalhar a cultura da governança corporativa e de conformidade na empresa resultou no treinamento de 50 mil empregados. Além disso, 150 colaboradores se tornaram “agentes de compliance”, que contribuem com a disseminação da cultura de compliance em todas as áreas da companhia.

“Vários programas de treinamento foram implantados e continuarão a ser implantados, temos um compromisso com a cultura de compliance dentro da Petrobras”, disse Elek.