Você sabe a importância da ética empresarial? Descubra agora!

ética empresarial

Os diversos escândalos recentes de corrupção envolvendo instituições públicas e empresas privadas só demonstram o quanto a ética empresarial se tornou urgente. Por isso mesmo, cada vez mais as organizações se propõem a discutir o assunto.

O fato é que a ética tem deixado de ter relevância apenas nos círculos acadêmicos, assumindo um caráter prático. O comportamento ético passou a ser visto como um objetivo primordial para a própria continuidade das empresas.

Ainda assim, muitos gestores continuam tendo dificuldades em combater atos de corrupção e promover uma cultura ética em suas empresas. Se esse é seu caso, continue a leitura do artigo para ver qual é a importância da ética empresarial e como estimulá-la na sua organização.

O que é ética empresarial?

O conceito de ética é amplamente discutido desde a antiguidade por filósofos e estudiosos em todo o mundo. A palavra vem do radical grego “ethos”, que significa algo derivado de um costume superior, que tem bom caráter.

Dessa forma, apesar das diferentes variações repassadas ao longo dos anos, podemos definir a ética como um conjunto de princípios e valores que motivam e regem os indivíduos de acordo com códigos de conduta estabelecidos em sociedade.

De outro modo, o comportamento ético também pode ser entendido como o caráter humano no qual as pessoas se baseiam para fundamentar suas decisões e ações. Assim, num conceito simplista, a ética empresarial seria o que determina a conduta dos colaboradores dentro das empresas.

Tendo em vista que as empresas também se relacionam com outras instituições, a ética empresarial deve ser compreendida, ainda, em todas essas relações. Assim, está diretamente ligada aos clientes, fornecedores, parceiros e quaisquer stakeholders com os quais a organização esteja envolvida dentro da sua área de atuação.

Isso significa que a ética empresarial é inerente — uma vez que rege a conduta dos colaboradores e gestores entre si — e exterior, já que também fundamenta as relações com o mercado.

Qual é a importância da ética para as empresas?

Quando se fala em ética, muitas pessoas logo lembram dos códigos aos quais se submetem algumas categorias de trabalhadores, como jornalistas, médicos e advogados. De fato, essas normas são fundamentais para educar, orientar e punir as ações desses profissionais.

Contudo, mesmo que ela pareça ser mais importante em algumas profissões, a ética empresarial deve ser um princípio pertencente a todas as áreas. Isso porque ela impacta diretamente todo o funcionamento da empresa.

No âmbito interno, basta pensar em como algumas ações, como assédio sexual e moral, podem prejudicar as relações entre os trabalhadores. No externo, as fraudes, sonegações e outras incorreções podem gerar multas, prisões e demais punições legais.

Ademais, a ética empresarial vai muito além das práticas puníveis em lei. Aliás, a maioria delas foge ao âmbito jurídico, envolvendo relações humanas e sociais comuns.

É o caso de problemas relativos a preconceitos (de etnia, gênero, orientação sexual etc.), fofocas, mentiras e tantos outros comportamentos que, infelizmente, fazem parte do dia a dia de algumas organizações e que geram um impacto negativo interno, mas também na imagem e na reputação das empresas.

Um chefe que deixa de promover uma colaboradora pelo fato dela ser mulher. Um funcionário que sofre preconceito dos colegas por ser homossexual. Os próprios gestores que repreendem e não respeitam a religião ou os gostos pessoais dos subordinados. Esses são apenas alguns exemplos de comportamentos antiéticos que podem ser frequentes nas organizações.

Além de criar um ambiente empresarial completamente desagradável para os colaboradores, tudo isso só contribui para uma imagem negativa da empresa no mercado. Afinal de contas, mesmo quem não segue princípios éticos acaba não se relacionando com indivíduos e instituições antiéticas.

Esse é um fator que, inclusive, motiva bastante a rotatividade dos colaboradores e afasta muitos fornecedores e parceiros comerciais, impedindo que a própria empresa cresça ou se mantenha no mercado.

Como é possível estimular a ética no ambiente de trabalho?

Em um primeiro momento, parece que a ética empresarial é um conceito que deve ser cobrado, mas nunca estimulado, não é mesmo? É justamente aí que reside um grande problema: muitas empresas entendem a importância de um comportamento ético, mas poucas fazem alguma coisa a respeito preventivamente.

A seguir, veja como é possível adotar uma conduta ética dentro da sua organização:

Tenha o apoio da alta administração

Todos os colaboradores precisam estar envolvidos no projeto de uma organização ética. No entanto, não adianta tentar impor esses conceitos de cima para baixo. A alta gestão deve apoiar e servir de exemplo para a construção de uma cultura ética.

Adote um código de ética empresarial

Ter um documento registrando todas as normas, bem como práticas que precisam ser respeitadas ou adotadas, é uma maneira de educar as pessoas e evitar problemas pela falta de desconhecimento.

Um código de ética serve, então, para orientar todos que participam de uma organização ou se relacionam com ela. Por isso, deve conter tanto questões legais quanto valores que norteiam a conduta dos indivíduos.

Crie uma cultura organizacional ética

As pessoas não devem usar a falta de conhecimento sobre as normas da empresa como desculpa para um comportamento antiético.

Dessa forma, é fundamental divulgar o código de ética e todos os princípios que ele apresenta. Isso pode ser feito por meio de campanhas de comunicação institucional, treinamentos, reuniões e no próprio dia a dia dos colaboradores.

Deixar de realizar treinamentos sobre os valores que orientam a conduta da empresa, acreditando que o bom senso possa ser o bastante diante de um dilema ético, pode ser um “tiro no pé”.

Estabeleça um programa de compliance

Não cabe aqui explicar o conceito de compliance, mas somente destacar a importância de adotar um programa e ter um departamento encarregado por ele dentro da empresa — afinal, é fundamental que existam pessoas responsáveis por zelar pela ética empresarial constantemente e em todos os níveis.

Não existe organização sustentável sem ética empresarial. De uma maneira ou de outra, em algum momento, a conduta ou a má reputação de uma empresa acabará por afetar suas relações com os clientes, a permanência dos colaboradores, enfim, o seu crescimento e a sua continuidade no mercado.

Se ainda não o fez, comece a cultivar valores éticos agora mesmo!

Gostou de ler sobre ética empresarial? Então, compartilhe este post com os amigos, em suas redes sociais, para que possamos sempre reforçar a importância do tema!

Lembre-se de se inscrever no formulário ao lado para receber, semanalmente, outros conteúdos exclusivos.